Home / Destaque / Crise afeta sindicatos e Bela Vista de Goiás cancela a Exposição Agropecuária e Rodeio 2019

Crise afeta sindicatos e Bela Vista de Goiás cancela a Exposição Agropecuária e Rodeio 2019

Sem sombras de dúvidas, a crise financeira do País e do Estado, a diminuição de repasses das prefeituras e o fim da Contribuição Sindical Rural, afetou sobremaneira as grandes festas de rodeios das cidades de Goiás e do Brasil.

Em Bela Vista não está sendo diferente, o presidente do Sindicato Rural, senhor Ézio Inácio Rossi (Inacinho) acaba de distribuir um comunicado onde anuncia o cancelamento da tradicional Festa de Rodeio, o que seria a 31ª Exposição Agropecuária de Bela Vista de Goiás. Num trecho ele diz: “… a Contribuição Sindical Rural, antes obrigatória, que pesava sobre os produtores rurais no objetivo de fomentar o “Agronegócio”, mas que indevidamente era desviado para outras finalidades, principalmente para custear a tradicional festa agropecuária, hoje não a temos mais…”. O comunicado informa que tal decisão não foi unilateral e sim de toda diretoria. Mas antes da distribuição desse comunicado público, essa mesma diretoria participou de uma reunião com a prefeita Nárcia Kelly; secretário de Planejamento e Finanças, Elcione; com o Poder Legislativo tendo alguns vereadores e a presença do presidente da Casa, Sérgio Rodrigues Teixeira (Serginho da Granja) e segmentos da sociedade, dentre eles a diretoria da CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas, para uma tomada de decisão.

O presidente do Sindicato alegou que anteriormente (a essa reunião) havia uma tomada de posicionamento da prefeitura e da Câmara Municipal que resultaria num repasse no montante aproximado de R$ 85,000,000 (oitenta e cinco mil reais) para cobrir parte dos gastos com a Exposição. Porem a aprovação do repasse referente a parte do Legislativo, foi vetada pelos vereadores durante uma sessão, na Casa de Leis, por oito votos contra dois dos parlamentares, o presidente se absteve. E que dessa forma seria impossível fazer frente a um evento de tamanha envergadura.

TEMPO QUENTE – Essa reunião em certos momentos chegou a ter um clima de hostilidade, visto que havia os que eram contrários a realização da Festa; e de outro lado os que queriam a sua realização a todo custo. O ex-presidente do Sindicato Rural (que também estava presente na reunião) senhor Rubens Pinto, lembrou da organização da festa de anos anteriores, quando ele inclusive era o presidente do Sindicato: “No nosso tempo, tinha que ter muita coragem para fazer essa festa. Numa época em que a Prefeitura não ajudava com nada,” disse Rubão, dando a entender falta de comprometimento dessa atual diretoria, em realizar a festa. A prefeita Nárcia (festeira contumaz – pois já foi até candidata a rainha dessa festa) disse de sua tristeza pelo cancelamento da Pecuária, e se posicionou: “Apesar de todas dificuldades eu me comprometo em viabilizar uma parte dos gastos da festa. Sabemos da importância da continuidade da Exposição e do Rodeio para a população belavistense, e mesmo diante das dificuldades financeiras que as prefeituras e o Estado estão passando, eu me ofereço em viabilizar esse apoio (independente da recusa do Poder Legislativo), com o intuito de não ser preciso cancelar o evento desse ano. Mas a decisão final é da diretoria do Sindicato, responsável direto pela promoção da festa”, disse Nárcia, lamentando o cancelamento.

CAVALGADA – Mesmo com o cancelamento do evento, foi anunciado a permanência da tradicional cavalgada, seguida por um almoço no Parque de Exposições. E a Prefeitura ainda se propôs a montar um palco para apresentação de artistas locais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Os campos obrigatórios estão marcados com *

*